Bem-Vindo, Visitante
Username: Password: Lembrar-me

Pesquisa no Fórum

Assuntos Diversos
  • Página:
  • 1

TÓPICO: GPS ‘preguiçoso’ deixa bombeiros de Ribeirão Preto sem rumo

GPS ‘preguiçoso’ deixa bombeiros de Ribeirão Preto sem rumo 13 Jan 2013 12:03 #184341



Parte dos aparelhos não funciona e bombeiros têm de recorrer a guias impressos e à PM para achar endereços

Equipamento essencial para dar agilidade ao atendimento prestado por médicos socorristas, os aparelhos GPS do Corpo de Bombeiros não funcionam em quatro cidades na região de Ribeirão Preto. Nas bases de Orlândia, Sertãozinho, Bebedouro e Jaboticabal, os policiais reclamam que o equipamento, que deveria facilitar a localização do endereço das ocorrências está sem atualização e, consequentemente, não auxilia no dia a dia.

Anunciados há quase dois anos pela Polícia Militar do Estado de São Paulo ao custo unitário de R$ 2,2 mil, os tablets com a função de GPS entraram em funcionamento no começo do ano passado. Um levantamento feito pela reportagem mostra que as quatro cidades somam 20 viaturas, responsáveis pelo atendimento de emergências e resgates em 27 cidades no entorno.

"O problema está em um chip responsável por ativar o aparelho, mas ele simplesmente não funciona", conta um PM que pediu para não ser identificado. A primeira consequência da falta do GPS está no tempo-resposta das ocorrências. Embora não previsto em lei, uma ordem de serviço interna orienta que o intervalo entre a chamada, por telefone, e a saída da viatura do quartel ocorra em até 30 segundos.

Rota de fuga

A alternativa encontrada por policiais destas cidades para driblar a falta de GPS é contar com o mapa de ruas e avenidas disponível em listas telefônicas. "Fazemos a pesquisa de modo manual antes de sairmos para prestar o socorro. Como nem sempre o mapa está atualizado, tentamos levantar o máximo de informações sobre o endereço com o próprio usuário que nos aciona", conta outro bombeiro.

Em cidades menores e menos conhecidas pelos socorristas, a saída é pedir a escolta da Polícia Militar do local. Nesses casos, uma viatura da PM aguarda o socorro no trevo de acesso ao município e leva-o até o local da ocorrência. "Temos que sair e chegar com segurança nos locais de ocorrência", completa.

Outro lado

O Comando do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo negou a existência dos problemas nos tablets das quatro cidades, todas vinculadas ao 9º Grupamento de Bombeiros de Ribeirão Preto. Segundo o capitão chefe de comunicação social, Renato de Natale Júnior, 82 tablets foram implantados em março de 2012 na região. Destes, só seis estariam em manutenção.

"Os aparelhos que não estavam adequados já receberam manutenção", afirma. Segundo ele, os bombeiros contam com o guia impresso com ruas e avenidas e com a central de operação de cada base.

Ele destaca que o tablet é usado, também, para atendimentos operacionais, pois o GPS embutido consegue monitorar o caminho realizado pela viatura desde a chamada até a ocorrência. "Todos os anos trabalhamos para diminuir o tempo resposta das ocorrências e estudamos implantação de quartéis em regiões que mais precisam", completa.


fonte : Jornal a Cidade

Acho que meu amigo Coiotte andou mexendo nos aparelhos dos caras ...

:silly:

Sk
  • Sherlock
  • Gerente
  • Sherlock's Avatar
  • OFFLINE
  • Postagens: 5958
  • Agradecimentos: 8101
  • Registro em: 04/09/2010
    Ult. Visita: 28/11/2016
Faça uma doação de qualquer valor e ajude a manter o GPSPoint no ar!
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Re: GPS ‘preguiçoso’ deixa bombeiros de Ribeirão Preto sem rumo 13 Jan 2013 13:15 #184346

Estranho isto, mas muito mais estranho foi o preço pago por cada unidade.
R$ 2.200,00 é um verdadeiro desrespeito ao contribuinte que pagou a conta.
  • Patola
  • Iniciante
  • Patola's Avatar
  • OFFLINE
  • Postagens: 44
  • Registro em: 12/01/2011
    Ult. Visita: 13/10/2016
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Re: GPS ‘preguiçoso’ deixa bombeiros de Ribeirão Preto sem rumo 13 Jan 2013 17:46 #184368

Para diminuir o valor unitário, altíssimo, até mesmo o jornal colaborou: ao invés de publicar R$ 2.200,00 (valor grande), publicou R$ 2,2 mil (valor pequeno). Essa manobra ajuda os mais desavisados deixar "passar batido" a fortuna paga pelo Estado. A Administração Pública, assim agindo, mostra à saciedade, o desrespeito com o dinheiro do contribuinte, verdadeiro dono do dinheiro. No Brasil é comum tratar a coisa pública como se fosse particular.

NNunes.
  • NNunes
  • Moderador
  • NNunes's Avatar
  • OFFLINE
  • Postagens: 1840
  • Agradecimentos: 725
  • Registro em: 15/09/2011
    Ult. Visita: 11/12/2016
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.
  • Página:
  • 1
Time to create page: 0.311 seconds